sexta-feira, 28 de setembro de 2012

A SOLITÁRIA BUSCA PELA VERDADE


Por Alan Capriles

Quem busca pela verdade precisa acostumar-se à solidão. Esse isolamento da alma é inevitável e ocorre porque quase todas as pessoas que conhecemos simplesmente escolhem no que acreditar e se acomodam às crendices que lhes convém. Quase ninguém está disposto a mudar, pois o preço de se reconhecer equivocado lhe parece alto demais. Sendo assim, poucos se dão ao longo e extenuante trabalho de investigar a raiz de suas crenças pré-concebidas.

Dentre os poucos que se aventuram pela senda do saber, a maioria interrompe sua jornada no decorrer do percurso. Geralmente caem na armadilha de se refugiar em algum grupo divergente e se dão por satisfeitos, dizendo para si mesmos que a jornada finalmente chegou ao fim. Já não questionam coisa alguma, mas engolem tudo sem mastigar. Não se dão conta de que somente trocaram seus antigos ídolos por algum novo guru. Apenas mudaram de lugar, mas continuam protegidos dentro de alguma trincheira, de onde agora atacam os hereges.

São raríssimos aqueles que têm, ao mesmo tempo, humildade para continuar investigando, personalidade para não vestir um rótulo e coragem para assumir um pensamento diferente. Quem o faz geralmente se descobre sozinho, isolado em seus conhecimentos e sem saber como transmiti-los ao mundo, sem saber como se fazer compreender.

Jesus bem que tentou...
Mas eu nem sei por onde começar.

Alan Capriles
_______

5 comentários:

Barão - Guaracy I.Martins disse...

Caro irmão Capriles,
Este teu texto é a mais pura e crua verdade, que eu testemunho, estou sentindo na carne.
Mas a verdade vale a pena pois se trata da mais rica e preciosa pedra preciosa que se pode buscar.
Deus possa ter misericórdia de todos nós que almejamos as preciosas verdade do evangelho do Sr.Jesus Cristo.
Deus te abençoe,
Guaracy I.Martins.

Alan Capriles disse...

Prezado irmão Guaracy,

É reconfortante saber que mais alguém se identifica com o que estou passando. Como você mesmo disse, "a verdade vale a pena pois se trata da mais rica e preciosa pedra preciosa que se pode buscar." Se quiser compartilhar comigo alguma descoberta, esteja a vontade para escrever para o meu e-mail:

alancapriles@gmail.com

Um forte abraço
e que Deus muito lhe abençoe!

Wendel Bernardes - Cinema Com Graça disse...

Já não questionam coisa alguma, mas engolem tudo sem mastigar.

Essa característica Alan, não tem mais a ver apenas com a ignorância como ingenuamente pensave anteriormente. mas é fruto dalguma complacência, talvez por medo de ser livre.

Que a liberdade chova entre nós!
Da mesma que estava sobre os Bereianos, que questionavam, comparavam... Testificavam!

Ricardo Dondoni disse...

Realmente, grande Alan!

Parece que a cada dia, menos são aqueles que buscam pela Verdade, pelo simples fato da Verdade ser o fator mais importante. O que eu ou qualquer outro conceba como verdade nunca será mais fidedigno do que a verdade expressa por aquele que realmente a detém. Às vezes, me parece que a senda do saber, em nossos dias, se assemelha a uma roda, onde a motor, que a impulsiona a rodar, está fundindo sem que haja peças para a reparar. E não penso que essa analogia se empregue, somente, aos outros que pensam de maneira contrária a que professamos pensar... Penso que atinja a todos, por intermédio da ação do próprio mundo nos cercando com suas ideologias, idiossincrasias e falsas verdades que acabamos por assumir em doses homeopáticas, pois mesmo quando a refutamos, ainda me parece que o bloqueio não foi perfeito e que alguma coisa respingou em nós, impedindo-nos que possamos, com o tempo, identificar o quanto estamos afastados da mensagem original e o quanto estamos mergulhados no presente século, o que, ao meu ver, cria os grupos que se dão por satisfeitos com determinados posicionamentos e param no meio da jornada.
No entanto, por hora, mesmo sem capacidade para consertar essa roda, que aos poucos roda com menos intensidade, é importante que aproveitemos ao máximo, em prol do evangelho, o saber que adquirimos, repassando-o por intermédio de ações práticas. E quanto a ações práticas, penso que as possibilidades são infinitas...

António Jesus Batalha disse...

Meu nome é António Batalha, estive a ver e ler algumas coisas de seu blog, achei-o muito bom, e espero vir aqui mais vezes. Meu desejo é que continue a fazer o seu melhor, dando-nos boas mensagens.
Tenho um blog Peregrino e servo, se desejar visitar ia deixar-me muito honrado.
Ps. Se desejar seguir meu blog será uma honra ter voce entre meus amigos virtuais, decerto irei retribuir com muito prazer. Siga de forma que possa encontrar o seu blog.
Deixo a minha benção e a paz de Jesus.