sábado, 21 de maio de 2011

PREFIRO ACENDER UMA LUZ

Por Alan Capriles

Será que nos esquecemos de que somos todos irmãos em Cristo Jesus?

Será que existe mesmo um lado de lá e um lado de cá no reino de Deus? E, não havendo, será que estamos em condições de definir quem está dentro e quem está fora deste reino? Quem nos deu estas prerrogativas?

Quem nos deu o direito de chamarmos de idiota o irmão que discordar de nossa teologia? E quem nos deu o direito de xingar pastores? Se nem mesmo o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo, “não se atreveu a proferir juízo infamatório contra ele; pelo contrário, disse: O Senhor te repreenda!" Quanto mais nós deveríamos ter cuidado em atribuir adjetivos a possíveis ministros do evangelho? Ainda que alguns estejam caídos, poderá porventura nossa difamação levantá-los?

Por que criticamos tanto nossos irmãos e oramos tão pouco por eles? Se é que oramos...

Penso que tais atitudes agressivas prestam um tremendo desserviço à causa do reino de Deus. Percebo que o maligno, e somente ele, é quem se fortalece em cada troca de acusações e ofensas entre os que se dizem cristãos. Ninguém ganha com isso, a não ser as trevas da arrogância, da presunção, do egocentrismo.

Estou convencido, pela palavra de Deus, de que os problemas que existem nas mais diversas denominações evangélicas não se resolvem com xingamentos e ataques pessoais. Agir assim é como gritar contra a escuridão, imaginando que, desta forma, ela se dissipará. Mas de nada adianta gritar contra a escuridão, precisamos simplesmente acender uma luz. A luz da verdade. Apenas isso.

Há irmãos sinceros e amáveis em todas as formas de cristianismo. Alguns de nós, inclusive, já fizemos parte até do catolicismo, e nos julgávamos salvos, porque nunca duvidamos de que Jesus Cristo é o Senhor. Só deixamos de ser católicos porque uma luz se acendeu e percebemos que seria impossível continuar praticando certas tradições humanas.

E quantos de nós, nessa busca por mais iluminação, já não passamos por igrejas evangélicas tradicionais, pentecostais, ou neo-pentecostais? E, no tempo em que por lá estivemos, também nos sentimos salvos, porque, apesar das diferentes formas de culto, continuamos crescendo na graça e no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo.

O que estamos esquecendo é que por mais diferentes que sejamos, o Espírito Santo atua nas diferenças. Quando lemos, por exemplo, os recados do Senhor às sete igrejas do Apocalipse, notamos como aquelas congregações eram diferentes. E, no entanto, de nenhuma delas o Senhor desistiu. Nem mesmo de Sardes, que tinha nome de vida, mas estava morta (Ap 3:1) ou de Laodicéia, uma igreja na qual o Senhor estava do lado de fora, batendo à porta, na esperança de alguém ouvir a sua voz e abrir-lhe a porta (Ap 3:20).

É nessa bendita esperança que prefiro continuar acendendo uma luz, que se chama Jesus Cristo. Somente a sua voz pode quebrantar o mais endurecido coração. Suas palavras, seu exemplo, seu amor.

Chega desse embate de homens contra homens, de reinos contra reinos. Será que ninguém mais se cansou disso? Será que ninguém mais percebe que tal brutalidade só nos levará a contendas, mágoas e, por fim, ao isolamento?

Perdi muito tempo de minha vida criticando este ou aquele pastor, esta ou aquela instituição. Não teria sido muito melhor semear a verdade do evangelho, na esperança da semente encontrar solos preparados pelo Espírito Santo? Ainda que muitos rejeitem a verdade, sempre haverá os que têm ouvidos para ouvir o que o Espírito diz às igrejas.

Mas talvez alguém ainda prefira continuar denegrindo e difamando irmãos. Quanto a mim, estou cansado disso. Chega de gritar contra a escuridão. Prefiro acender uma luz.

Alan Capriles

“Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem”
(Paulo – Rm 12:21 – Por favor, medite bastante em todo capítulo 12 de Romanos)

17 comentários:

Rita disse...

A Paz seja contigo amado irmão Alan!
A palavra nos orienta a seguir a paz com todos e a santificação sem a qual ninguém verá ao PAI,isso é muito sério ,pois ,sem a paz como seguir lado a lado com nossos irmãos?
E sem a estarmos santificados como veremos o Altíssimo?
Nessas duas orientações podemos absorver uma pitadinha de dois mandamentos preciosos,amor ao próximo,para ter paz com todos,e amor ao Criador, sendo santos,para que alcancemos a felicidade de estar com Ele.
Parabéns pela maravilhosa luz que está acendendo com esse texto,todos estamos carentes de amar e ser amado,não é com atitudes como a dos que não conhecem a verdade que podemos ajudar os que estão em trevas,precisamos andar no amor do nosso Salvador, que é lâmpada para nossos pés,e luz para nosso caminho...
Instruindo com mansidão os que resistem, a ver se porventura Deus lhes dará arrependimento para conhecerem a verdade, 2 Timóteo 2:25

Estou contigo,vamos amar mais, vamos regar ,pois,quem da o crescimento é o Eterno nosso Pai,vamos orar mais,e clamar para que a verdade e o amor do YHWH seja TUDO EM TODOS,SÓ ASSIM SEREMOS UM,NA UNIDADE DO ESPÍRITO PELO VÍNCULO DA PAZ!

Graça.sabedoria,e amor lhe sejam multiplicadas meu irmão,no amor que nos uni!!

Alan Capriles disse...

Graça e paz, Rita!

Como vê, estou de volta! Esse texto brotou do meu coração como resultado do batismo de angústia que atravessei nas últimas semanas. Sinto-me renovado, pronto para semear o amor de nosso Pai, provado em seu filho, que tanto amamos e queremos anunciar.

Agradeço por seu comentário. Agora que estou de volta, quero visitar seu blog e o de tantos outros queridos amigos. Preciso me atualizar, hehehe...

Um forte abraço, amiga, no amor de nosso Senhor Jesus!

René disse...

Querido Alan,

Essa é uma questão recorrente, que deve ser colocada a todo momento mesmo. Lembro que após um desses "batismos de angústia", que você mencionou em seu comentário, também escrevi um texto a esse respeito (o que você publicou no site da sua igreja).

Este é um chamado constante do Espírito de Cristo, como bem disse a Rita e como indica o seu texto, à unidade do Corpo de Cristo.

Essa é a verdadeira mensagem do Evangelho: amor, que leva à unidade! Chega de berros e picuinhas, que só levam à divisão!

Tenho certeza que, depois desse 'batismo', vem muito mais coisas boas por aí!!!

Forte abraço, querido amigo, e continue na Paz!

Alan Capriles disse...

René, meu amigo

Lembro do seu texto: "SERÁ QUE NINGUÉM VIU ISTO?" Fiquei tão impressionado com a urgência da sua mensagem que divulguei no site da nossa igreja. Aproveito para deixar essa dica pra quem mais ler este meu comentário: Você precisam ler esse texto do René.

Fico feliz que o Senhor nos tenham aproximado para juntos trabalharmos pelo evangelho da paz.

Um forte abraço, na graça de nosso amado Senhor Jesus!

Cláudio Nunes Horácio disse...

Meu amigo, sabe o que acho mais interessante nisto tudo? É que quando você chega a escrever estas verdades vindas de Deus, muitos de nós já estamos parindo estas práticas também. É como se o Espírito denunciasse aos Seus instantaneamente nossos desvios e o quebrantamento chegasse num mesmo instante a muitos. Isso já aconteceu comigo várias vezes. Entrei aqui e estava o prato prontinho, bastando comer o que minha alma já estava preparando como alimento. Obrigado. Paz e bem.

Alan Capriles disse...

Querido Cláudio

Glorifico muito a Deus por isso. Realmente, em nós habita o mesmo Espírito. É uma bênção tê-lo sempre por perto e saber daquilo que o Senhor também tem lhe mostrado. Estamos crescendo juntos!

Um forte abraço, meu amigo, na graça e paz de nosso amado Jesus!

Alberto Couto Filho disse...

Pr Alan,
A paz
Ruy de Alencar Mattos, quando criou o Contínuo da Intensidade de Indução no exercício de uma Liderança, instituiu que a primeira ação a ser levada a efeito é o ALERTAR.
Esta ação, conforme aquele autor/ensinador, dá início ao processo de liderança.
"Preferir acender uma Luz" vale-se de informações seletivas pra chamar a atenção dos leitores sobre as infaustas consequências decorrentes dos xingamentos e ataques pessoais nas conhecidas trocas de ofensas no âmbito evangélico.
Sua mensagem, vê-se, tem a intenção de alterar comportamentos subsequentes, reprováveis pela Bíblia Sagrada.
SUGERIR, no Contínuo, é a ação subsequente - o "basta" aos gritos contra a escuridão, sugerido pelo amigo.
Diz-nos o professor Ruy (e a Bíblia também) que as ações de SUBJUGAR E DESTRUIR não se incluem no processo de Liderança. Estas são ações que compreendem o exercício da agressão humana, da truculência e da força física, com o intuito de exercer controle sobre o comportamento de outrem.
No Vinde Após Mim o amigo vai gostar do nosso Prefácio, do conteúdo das páginas 98/99 e da Bula da Eficácia (pags. 202/07). São partes do livro que implicam em SUGESTÕES que vão ao encontro do lamento contido em seu artigo. Ali, eu separo o "obviar o mal" do "falar mal", "Obviar o mal" é o que Paulo faz em todas as suas epístolas; é a diatribe de Thiago; é todo o contexto das cartas de Pedro.
PERSUADIR é o próximo passo do Contínuo. A persuasão, como em sua postagem, ocorrerá, apenas, com aqueles que têm ouvidos para ouvir o que diz o Espírito Santo. Esta ação precede a de ORIENTAR, forma mais democrática do processo de influência, pois admite a aquiescência da pessoa orientada quanto à orientação que recebeu. A orientação segura está contida, certamente, na Palavra de Deus – na carta aos Romanos, capítulo 12.
Abençoe-te o Altíssimo
Alberto

Irismar Santos disse...

OI Alan, conheci teu texto lá no http://www.cadecristo.com.br/, e lhe digo para o crescimento da tua fé que louvei por ter lido, pois também amigo creio nessa verdade que é preferível acender do que apagar, aprendi que quem anda no amor não apaga a luz de ninguém. SE o que vou falar não vai edificar é preferível ficar calada, tenho falado para as pessoas o seguinte: se você tem algo contra alguém vai diretamente a ela e abre teu coração, mas infelizmente fazemos o contrario falasse para o mundo todo menos para a pessoa e o pior que podemos deixar um estrago muitas vezes irreparável na vida de uma pessoa!!

Obrigada por partilhar esse abençoado texto.

Te desejo uma bela seman.

Alan Capriles disse...

Prezado Alberto,

Agradeço muito por seu comentário, tão rico em aconselhamentos. Reli as páginas de seu livro, que o amado indicou, e foram igualmente edificantes.

Quanto ao capítulo 12 de Romanos, é um dos capítulos que mais admiro em toda a Bíblia, no qual me detenho meditando por diversas vezes.

Peço desculpas pela demora em responder, pois eu queria primeiro reler aquelas páginas de seu livro.

Um forte abraço, amigo, na paz do Senhor Jesus.

Alan Capriles disse...

Olá, Irismar!

Gostei muito disso que você escreveu: "quem anda no amor não apaga a luz de ninguém."

Agradeço por seu incentivo. Espero que volte para comentar outros textos!

Deus lhe abençoe cada dia mais!

Pr. J. Fabio Scofield disse...

Olá! Amado Pastor, Graça e Paz da parte do Senhor Jesus Cristo...

O seu desabafo é uma grande verdade, nós precisamos urgentemente compreender o quanto satanás e astuto, ele tem infiltrado o espírito da iniqüidade no seio da igreja, fazendo com que os irmãos percam o temor de Deus e o respeito pelos homens, por isso, existe tanta difamação aos ministérios, tanta discriminação em os irmãos e tanta rejeição doutrinaria entre as igrejas.
Precisamos combater este mal, não só pregando a verdade, mas vivendo a verdade em amor, sinceridade e fraternidade; isso com certeza é a grande luz do evangelho de Cristo, o poder de Cristo para desfazer as obras do diabo.
Deus te abençoe....

Marcello Comuna disse...

É muito reconfortante e animador ver que Deus tem operado essas coisas também em outros irmãos.

Muito interessante ver vc usando a expressão "batismo de angústia". Uma testificação que essa necessidade vem do Espírito Santo de Deus.

Obrigado meu irmão.

A liberdade em Cristo. disse...

Graça e paz!
Alan Capriles

Tremendamente abençoado o seu texto!
Que Deus tenha misericordia e conceda a todos a graça de também acender e ser somente direcionado por esta Poderosa Luz!

Deus abençoe cada vez mais, seu Ministério e seu edificante Blog! O qual já está incluso na minha lista de blogs. É uma grande honra!

Um abraço!

Alan Capriles disse...

Amados irmãos,

Agradeço por seus comentários, que são sempre um complemento de meus textos. É uma grande honra a amizade de vocês. Glorifico a Deus por suas vidas.

Um forte abraço, na graça e paz de nosso amado Senhor Jesus!

disse...

A tanto tempo contigo aqui no seu Blog e ainda não havia prestado atenção no seu perfil. Mas acho que colocaste agora seu perfil ou eu estou enganada??

"Alguém que ama a verdade e respeita sua opinião".

Gostei muito.
E concordo com a Irismar, com irmão Alberto e com MEU QUERIDO Pr.Fabio. Ainda bem que entre eu e você esta luz esta acesa né meu amigo??? Temos esta liberdade de dizer onde esta doendo. E se concordamos ou não um com outro. Recentemente passamos por isso, e tudo ficou resolvido para a glória de Deus. Paz.

Alan Capriles disse...

A paz, Rô!

Você não está enganada, não. Coloquei hoje meu perfil. Um amigo de outro blog me disse que havia tentado saber mais sobre mim através de meu perfil, mas que este estava desativado. E eu nem havia me dado conta disso!

E olha que a frase do meu perfil já estava lá desde o início do meu blog, cerca de dois anos atrás. Mas continuo sendo o mesmo. Amo a liberdade de expressão e respeito muito as diferenças.

Também admiro nossa amizade, que é maior do que nossas divergências, as quais geralmente são apenas pontos de vista diferentes.

Estava com saudades de seus comentários. Volte sempre!!!

mauzagari disse...

Bela reflexão, mestre. Só não podemos perder de vista aqueles que são inimigos do Evangelho travestidos de homens de Deus. Esses não são Igreja e suas ideias e praticas antibiblicas precisam ser combatidas.

Parabéns pela reflexão, Deus continue iluminando sua mente e seu coração.

Abs
@MauricioZagari