terça-feira, 19 de abril de 2011

NÃO DESPERDICE A SUA VIDA


Por Alan Capriles

Estou certo de que Deus tem me ordenado a passar menos tempo na internet. E estou certo de que também você, que ora, tem ouvido nosso amoroso Pai lhe dizer a mesma coisa.

A internet, assim como a televisão, ou qualquer outra forma de entretenimento mórbido, pode se transformar num terrível desperdício de vida. Por uma simples razão: navegar na internet não é viver!

Ao meditar nisso, lembrei de um filme, que assisti quando jovem, chamado "Curtindo a Vida Adoidado". Após o jovem Ferris Bueller "curtir" bastante um dia em que matou aula, ele se vira para nós, telespectadores, e diz: "O que? Vocês ainda estão aí?! Acabou... Vão embora!"

É mais ou menos o que o Espírito Santo tem falado comigo. Às vezes estou lendo ou escrevendo algumas coisas e sinto que devo desligar o computador e orar, meditar na Palavra, visitar alguém, ir a algum lugar e compartilhar o evangelho. Coisas que eu fazia com mais freqüência antigamente.

A verdade é que antes da rede me "capturar" eu tinha muito mais tempo pra Deus e para os meus irmãos. Agora me sinto quase aprisionado.

"Você ainda está aí? Vá embora!" Essa é a voz do Espírito Santo, falando ao meu coração, agora mesmo. Olho pela janela. Vejo pessoas indo e vindo. Vidas que podem estar se perdendo, a cada clique no mouse...

Isso pode parecer duro, mas é o que sinto. Não estou desmerecendo a internet, e nem posso fazê-lo! Conheci pessoas incríveis na rede, tenho feito boas amizades e tenho aprendido muito também. Apenas estou lembrando que, por mais interessante que seja, internet não é viver. Não devemos passar tempo demais diante de um computador.

Preocupa-me perceber que alguns contatos parecem não fazer outra coisa, senão ficar "blogando" o dia todo. Digo isso com amor e sincera preocupação. Eu mesmo quase me tornei assim, mas logo percebi o perigo e, porque não dizer, a ilusão de passar horas por dia lendo, comentando e buscando algo para publicar, como se isso tivesse alguma relevância para salvação de alguém.

É o Espírito Santo quem convence o pecador, e não nossos textos, nossas críticas, nossos estudos. Deus pode até usar isso, mas que não façamos disso nosso ministério. Nosso primeiro ministério é nossa família, que sofre sem nosso amor quando passamos tempo demais na internet. Depois, sofrem nossos amigos, que não são mais visitados, sofrem os perdidos, que deixam de ser evangelizados, sofrem nossos inimigos, que não recebem mais nossas orações. E, por fim, ou melhor, desde o início, sofremos nós, que deixamos de buscar a Deus como Ele é digno de ser buscado.

Mas isto não é uma despedida. Não vou acabar com meu blog, ou deixar de visitar o blog de meus amigos. Tenho muito para escrever e muito mais ainda para aprender. Apenas não estranhem quando se passar muito tempo sem que eu escreva, ou comente seus textos.

Se eu não tiver morrido, meu silêncio pode significar que estou simplesmente fazendo isso:
vivendo.
Alan Capriles

13 comentários:

disse...

É isso aí Alan, você esta certo. como você disse é o Espírito que convence a todos. Até porque isso aqui esta virando uma rede de intrigas de fofocas de irmãos que dizem que são irmãos mas a maioria são irmãos do cão. Falam tanto no Evangelho mas vivem de intrigas, se desgastam escrevendo textos falando mal dos irmãos nas entrelinhas. No outro dia até escrevi um texto sobre isso. Pois tenho um amigo que esta sofrendo Web linchamento DEPOIS NOS FALAMOS EM OFF. Eu ainda conversei com meu marido e ele me disse que tenho que ficar longe destas intrigas que isso só nos magoa nos fere, e não ganha ninguém para Jesus, só presta um desserviço a blogosfera. Por isso coloquei alguns colunistas no blog justamente pra não ficar tanto na blogosfera. Esta semana meu pastor me chamou para voltar as visitas que eu fazia e logo me prontifiquei, melhor do que ficar perdendo meu tempo. Agora só vou entra nos meus dias. Tem muita coisa boa na blogosfera, tenho muitos amigos como você que dar gosto de ler seus textos. Sempre que der estarei por aqui como antigamente que vinha sempre. Paz!

Alan Capriles disse...

Oi, Rô!

Seu marido tem toda razão. E fico feliz que você tenha atendido ao convite do seu pastor. Existem muitas pessoas precisando da nossa atenção. Agradeço pelo comentário e, principalmente, por sua compreensão.

Um forte abraço, na paz do nosso amado Senhor Jesus.

Escritor Alan Vieira disse...

Oi Pastorzão. É verdade tudo que dizes. Sinto Deus fazendo isso também, mas se eu puder ir um pouco mais além... Sempre Deus vem falando, em cada geração, algo do tipo. Se fosse há 15 anos atrás, antes do ADVENTO REAL da internet, sentíamos Deus falando isso por causa da televisão. Tudo que (toma) o Real Lugar de Deus é ruim... Não que a coisa citada seja ruim em si, mas investirmos tempo nela que seria o Tempo do Pai de comunhão com o Pai, faz esta coisa expressar que é mais importante pra nós do que o Próprio Deus! Logo, idolatria...

Ótima mensagem pastor. Saudades de ti! Muitas mesmo!

René disse...

Meu querido amigo Alan,

Interessante!!! Mais do que isto: verdadeiro! Tenho certeza de que você não é o único com quem o Senhor está falando exatamente isto.

Há cerca de dois meses Ele falou o mesmo comigo. Não expressei claramente, como você o fez agora, e, talvez por isto, algumas pessoas não compreenderam o meu 'sumiço'.

Você sabe que tenho questões físicas que me impedem de sair por aí, mas também sabe que a obra que o Senhor realiza através das pessoas, não é a mesma com todos. Assim, o Senhor tem me levado a orar muito mais, inclusive, a interceder por pessoas. Isto, além do ponto importantíssimo que você citou: nosso primeiro ministério, que é nossa família! Neste sentido, muita coisa mudou, desde então. E tenho certeza de que a mudança foi pra melhor!

Também não deixei de escrever, nem de fazer algumas visitas a blogs (cada vez mais raras). Ainda creio que isto faça parte de um 'conjunto' maior, o qual ainda não conhecemos com exatidão, mas a forma precisa ser diferente. Outro amigo, há poucos dias, disse que isto estava se tornando uma religiosidade, que temos condenado em outras esferas, com o que concordei imediatamente. É bem por aí, mesmo!

Fique em Paz, meu irmão! Sua decisão é acertada, sim!

Forte abraço!!!

Alan Capriles disse...

Alan, meu xará, irmão e amigo!

Muito me alegra receber seu comentário, que acredito ser o primeiro - e, espero, primeiro de muitos!

Você está certíssimo! Não apenas a internet, mas também a televisão, ou qualquer outra coisa que nos roube o tempo de intimidade com nosso Pai deve ser usada com sabedoria.

Também sinto muita saudade!
Deus lhe abençoe cada dia mais!

Alan Capriles disse...

René, meu querido amigo!

É verdade, lembro do seu aparente "sumiço". Na época você comentou comigo que sentia necessidade de passar mais tempo com a família e menos na internet. Foi durante aquela nossa caminhada, quando nos conhecemos pessoalmente.

Eu espero experimentar os mesmos resultados que você: orar mais, interceder por pessoas e ver mudanças para melhor em minha família, para glória de Deus.

Interessante a analogia da internet com a religiosidade. Também concordo plenamente.

Quero agradecer por sua compreensão. Tomara que possamos nos rever em breve. Rosa e eu temos conversado sobre isso. Estamos esperando a primeira oportunidade para visitá-los.

Lembranças a toda família! E um forte abraço, na paz do Senhor Jesus!

Wendel Bernardes disse...

Amigo Alan,
estava comentando com o René, algo muito similar à isso!

Deixamos de lado coisas tão mais importantes como família, ovelhas, amigos e vivemos 'virtualmente', como se pudéssemos mesmo ganhar o mundo com dois ou três cliques e escrever a Vida em 140 caracteres!

Partilho da tua 'vibe' (como dizem os adolescentes daqui... rsrsrsr) e assino embaixo!

Tô muito mais em 'off' nesses dias, mas estou muito mais 'on' pra quem me ama, inclusive meu Deus!

Boa mano, muito boa!

Alan Capriles disse...

Querido Wendel,

Mal posso esperar para nos conhecermos pessoalmente. Este é o melhor lado da internet, na minha opinião, que é ter contato com pessoas como você, o René, e outros amigos. Neste sentido, a internet é uma ponte. O problema é quando ficamos tão maravilhados com essa ponte, que não atravessamos até o outro lado.

Valeu pela força, mano! A gente se vê... lá do outro lado! Rsrs...

Cláudio Nunes Horácio disse...

Alan, engraçado que ontem, domingo de páscoa, senti que deveria ir fazer uma visita a um amigo. Na verdade não queria sair, queria ficar na net, então decidi telefonar e como tudo aparetemente estava bem, não fui, fiquei em casa e na net. Senti algo como: "você precisa abandonar este vício!" E olha só o que encontro aqui agora? Acho que coincidências não existem, creio em providência, especialmente em palavras vindas de profetas de Jesus. Obrigado pelo alerta, o qual procurarei acatar prontamente. Paz e bem.

Alan Capriles disse...

Oi, Cláudio!

Pelo menos você conseguiu telefonar. Tem gente que não consegue nem isso...

Mas profeta mesmo foi o René, que tomou essa atitude bem antes de mim. Quando o Espírito Santo começou a me incomodar, me lembrei dele como exemplo e isso me serviu de motivação.

Apesar do texto, ainda continuo entrando diariamente na internet, mas com limitação de tempo. Também estipulei horários certos no dia para orar, o que tem sido muito edificante.

Não posso negar que a internet tem suas virtudes. Nossa amizade foi uma delas. Espero que consigamos mantê-la, a ponto de nos conhecermos pessoalmente.

Um forte abraço, na paz do Senhor Jesus!

Adriana disse...

Conselho a ser acatado hoje e amanhã.

obrigada, pra valer.


abraços reverentes

Pr. Matias disse...

que ótima palavra alan... Deus tem falado o mesmo comigo...obrigado... tenho me esforçado pra fazer o mesmo...obrigado.

Alan Capriles disse...

Pr. Matias,

É uma honra receber sua visita. Agradeço por comentar.

Um forte abraço, na graça e paz do Senhor Jesus!