quarta-feira, 23 de setembro de 2009

SEM CUSTOS PARA SUA IGREJA?



Na semana passada recebi em meu orkut a propaganda de uma tal "Conferência de Milagres e Finanças". Eu estava prestes a deletar o "scrap" quando uma frase naquele folder chamou minha atenção. Em letras amarelas, a frase dizia: "sem custos para sua igreja".

Mas, como assim, sem custos para a sua igreja? Pareceu-me óbvio que aquilo não era verdade. Como já estou enojado deste tipo de artimanha, decidi não ignorar desta vez. Respondi ao "scrap", somente para ter certeza de que era mesmo um golpe.

Eis o que escrevi para o tal conferencista:

"Recebi a propaganda da Conferência em meu orkut. Fiquei curioso:
Como assim, "sem custos para a sua igreja"?
Nestes dias de comércio da fé (2 Pe 2:3) acho quase impossível que um pregador itinerante se contente apenas com a gasolina e um lanche no final do culto.
Sei que ainda existem, pois, pela graça de Deus, eu mesmo nunca cobrei para pregar, ou palestrar. Nem exigi vendagem de cds, apesar de tê-los. Muito menos jamais combinei que a oferta (ou uma porcentagem dela) viesse pro meu bolso. A oferta, assim como o dízimo, é do SENHOR. (Ml 3:8)
É realmente sem custo para a igreja? Lembrando que a igreja são os membros que a compõem. Se for, quero parabenizá-lo por isso.
Aguardo, por gentileza, um esclarecimento."

Como eu suspeitava que ele fosse apagar minha resposta, fiz logo um "print screen" desta conversa, e a tenho arquivada. De fato, quando me respondeu, conferi que ele já havia mesmo apagado o que lhe escrevi.

E, como resposta, obtive apenas um cínico:
"obrigado pelo carinho"

Digo cínico, porque se minha resposta tivesse sido realmente interpretada como um gesto de carinho, ele não a teria deletado de sua página de recados. Não satisfeito, escrevi novamente:

"Apesar de perceber que a resposta que lhe enviei foi apagada, ainda tenho esperanças de saber mais a respeito da gratuidade do seu evento."

Desta vez ele não me respondeu mais, e deletou novamente o que lhe escrevi.

O que teria causado raiva neste conferencista de prosperidade, a ponto de apagar meus recados e não mais me responder?

Talvez tenha sido o texto de 2 Pe 2:3, que declara:
“também, movidos por avareza, farão comércio de vós, com palavras fictícias; para eles o juízo lavrado há longo tempo não tarda, e a sua destruição não dorme.” (2 Pedro 2:3 RA)

Ou talvez ele tenha ficado com raiva pela surpresa de saber que ainda existem pregadores que não cobram absolutamente nada para pregar a palavra de Deus. E nem exigem a venda de qualquer material.

Ou quem sabe não tenha ficado com raiva de mim, mas do profeta Malaquias, que nos alerta o perigo de tocar nos dízimos e ofertas. Afinal, os roubadores não herdarão o reino de Deus (1 Co 6:10).

De uma coisa tenho certeza: não é sem custos para a igreja. Pois ainda que, excepcionalmente, o conferencista não cobrasse nada, parte de seus ensinos são pura heresia, como eu pude conferir no orkut dele, e divulgo abaixo.




E isto sim, o ensino de heresias, é o maior custo para a igreja. Ou alguém concordaria que é bíblico constranger os membros a dar dízimo de 20 porcento? E quanto a Deus cancelar dívidas? Estaria Deus apoiando a inadimplência? Até onde sei, a Bíblia ensina que não devemos dever nada, o que é muito diferente de não pagar nada.

Mas o pior foi constatar que diversos pastores responderam com bastante entusiasmo ao conferencista! O que será que os animou tanto? Acreditar que alguém faria uma conferência de graça, ou sonhar com seus membros dando 20 porcento de dízimo? Talvez eles não tenham percebido que, onde deveria dizer que os membros se comprometem, estava escrito "compromentem".

 
Como se vê, o diabo sempre deixa o rabinho aparecendo em algum lugar.

“Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores.” (Mateus 7:15 RA)

 

Nenhum comentário: