quinta-feira, 25 de junho de 2015

AS GRANDES QUESTÕES

Há salvação para os desigrejados?
Por que Deus permite o mal?
O que será de quem nunca ouviu o evangelho? 



Apesar de não ser nada fácil, tenho me aventurado a responder em vídeo a essas e outras grandes questões teológicas. Algumas ainda estão sendo editadas, mas o meu propósito principal com esse post é pedir sua colaboração através do envio de novas perguntas. Além disso, para que os vídeos sejam mais visualizados, peço que me dê uma força, clicando no botão Gostei do Youtube. Esse botão (que é uma mãozinha semelhante ao Curti do Facebook) fica logo abaixo do número de visualizações de cada vídeo. Desde já lhe agradeço, na esperança de receber seu contato com sugestões para novas perguntas. De preferência, perguntas difíceis, é claro!  






Esses e outros vídeos que serão acrescentados poderão ser conferidos aqui.
Por favor, envie suas perguntas por comentário neste post. Obrigado!

4 comentários:

Anônimo disse...

Caro Alan sou 01 dos que hoje são taxados pelos que servem a denominais e seus líderes e não a Jesus, que terceirizam seu relacionamento com Deus a "homens que se dizem ungidos' e se "vendem como intermediários entre nós e Deus, que manipulam a Palavra para que atenda a seus interesses, principalmente financeiros.
Nos reunimos atualmente em casa buscando aprender a desaprender sobre tudo que até então tinham nos ensinado como coisas que agradam a Deus e viver o verdadeiro Evangelho, atender ao pedido de Deus João 4.23.
Tenho lido seus artigos, e hoje ouvi pela 1a. vez 01 dos seus vídeos sobre desigrejados. Tudo ia bem, havia sinergia entre o seu e o nosso pensamento até que .... desigrejado não pode participar da ceia do Senhor??????????? Porque não podemos realizar a ceia nas nossas reuniões? Você está dizendo que para participarmos da ceia temos que estar em 01 lugar "santo" os templos atuais chamados de igreja? Ou pior, você está afirmando que se não for 01 pastor "ungido" (e ai cabe 01 pergunta ungido por quem por outro home ungido)? E Atos 2.46 .... partiam o pão de casa em casa e tomavam suas refeições com alegria e singeleza de coração?

Alan Capriles disse...

Desculpe, amigo, não consigo me imaginar dizendo que "desigrejado não pode participar da ceia do Senhor" com você afirmou. Provavelmente foi algum mal entendido. Poderia me dizer onde está essa frase? Se foi em algum vídeo meu, em qual vídeo e minuto seria?
Agradeço se puder me ajudar.
Abraços!

Anônimo disse...

Oi Alan

Veja no meu de ver o que vc fala dá a entender mas sei lá não excluo a alternativa de estar errado. D qualquer maneira, te agradeço pelo posicionamento. Não costumo fazer comentários pois as respostas estavam fazendo mal para mim, pois ficava extremamente nervoso e como Davi vinha aquela vontade de pedir a Deus que esmagasse estes fariseus manipuladores e hipócritas, mas me lembro que estamos na graça então sigo o ensino de Jesus "Deixe-os"
Mas ao ouvir seu video, até então tinha apenas lido seus textos e já utilizei trechos na reunião de reflexão que fazemos aqui em casa toda semana, algo me fez vencer a resistência e te enviar o questionamento.
E fiquei extremamente agradecido a Deus pois a sua resposta está alinhada a nossa visão - não somos infalíveis, estamos sempre dispostos a conversar rever posições desde que não sejam posições de proselitismo, de religiosidade cega e manipuladora.
Sabe é uma luta, a família da minha esposa é da Assembléia e ficam tentando nos convencer a voltar, se recusam a refletir. Até vem em nossas reuniões quando estão por aqui, mas para eles é apenas uma reunião em que se fala de Deus, mas sem Pastor e sem Igreja não tem "validade" espiritual, não tem "link" com Deus. Mas graças a Ele, continuamos a caminhar, estamos aprendendo a desaprender, e reconstruir nosso relacionamento com Deus com base no verdadeiro Evangelho, o ensinado por Jesus,acreditando que o Está consumado, mudou todo relacionamento nosso com o Pai.
Ih! Chega é que fico empolgado com esta nova fase e é difícil parar de falar
Desculpe
A resposta para sua pergunta - Video "Há salvação para os desigrejados?" Por favor ouça os trechos 3:39 - 3:50 e de 4:16 - 4:22
Obrigado pelo retorno

Alan Capriles disse...

Querido irmão em Cristo,

Agradeço muito por seu esclarecimento. Cheguei a pensar que seu comentário anterior tivesse sido uma confusão a respeito de um antigo post meu, intitulado "Igrejados, Desigrejados e o que realmente importa". Nessa publicação postei um diálogo que tive com Maurício Zágari, (ele condena os desigrejados), e pensei que você tivesse lido algo que ele escreveu como se fosse algo que eu escrevi.

Confesso que foi uma surpresa enorme você mencionar o vídeo Há Salvação para os Desigrejados porque nesse vídeo, mais do que em qualquer texto, eu defendo os desigrejados como irmãos legítimos, que amam o Senhor e que deixaram denominações porque estas se afastaram do evangelho - e não eles. Por favor, confira os comentários deste vídeo no YouTube, no qual vários desigrejados se alegram por minha posição a respeito. Por isso fiquei tão surpreso. De fato, foi um mal entendido, eu deveria ter explicado melhor. Mas tentarei fazê-lo agora.

O trecho do vídeo ao qual você fez referência faz parte de um contexto, que começa antes de 3:39. A frase está pela metade, mas ela começa assim:

"Eu creio que essas pessoas desigrejadas, se sinceramente elas estão seguindo a Cristo mesmo dentro de suas casas, mas ali se alimentando da Palavra, se arrependendo de seus pecados, praticando o amor ao próximo, não por interesse, mas como resultado do amor de Deus no seu coração, eu não posso dizer que essas pessoas estão perdidas - ainda que elas não participem da ceia do Senhor."

Perceba que eu disse "ainda que" significando que há irmãos que participam da ceia do Senhor nos lares. E eu náo os condenei por isso em parte alguma, pelo contrário, os estou defendendo. Quanto aos que não se sentem a vontade para ministrar a ceia em casa (e existem irmãos assim) eu estou afirmando que, mesmo sem praticá-la, eles não o fazem porque não querem, mas porque "não tem onde participar, uma vez que não estão encontrando uma igreja fiel à Palavra.

Quanto ao outro trecho, (de 4:16 a 4:22), não entendi com o que o amado não concorda. O trecho é curtíssimo (seis segundos) e, mais uma vez, está dentro de um contexto. Porém, mesmo retirado do seu contexto, ele não perde o sentido e diz o seguinte:

"... passar a congregar, mesmo que seja dentro de casa. Porque o evangelho é um envangelho de comunhão..."

Talvez a confusão esteja na palavra "congregar". Quando eu disse "congregar" não me refiro a instituição, mas a buscar se reunir com outros irmãos, mesmo que sejam dois ou três, como o Senhor nos ensinou. Isso é ser Igreja. Não existe "igreja do eu sozinho". O próprio termo eklesia significa "chamados para uma assembléia'. Pelo que entendi de seu último comentário, você também se reúne com outros irmãos desigrejados e até participa da ceia com eles. Pois bem, vocês estão sendo Igreja e glorifico a Deus por isso.

Por coincidência, ontem a noite me reuni com seis irmãos que ficaram por um bom tempo desigrejados. Mas, mesmo sem denominação, eles permaneceram se reunindo quase que semanalmente, como você tem feito. Eles não deixaram de ser igreja do Senhor. Agora decidiram também participar dos cultos na igreja em que pastoreio. Por isso ontem eu os visitei e os motivei a que, mesmo participando dos cultos, continuem se reunindo toda a semana como antes faziam, neste pequeno grupo, pois nele há mais comunhão.

Espero que eu tenha conseguido me explicar melhor. Do contrário, continuo aberto para ouvi-lo, mesmo que o amado tenha uma opinião contrária.

Por favor, envie meu abraço para os irmãos que congregam com você. Fiquei feliz em saber que alguns textos que escrevi foram lidos em suas reuniões. A Deus seja a glória!

Deus lhes abençoe cada dia mais!